Apresentação

Oi, pessoal!


Nós somos professoras da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e estamos fazendo um curso,Melhor Gestão/Melhor Ensino, cujas aulas são presenciais e on line. Nosso objetivo maior foi criarmos um blog para postarmos nossas histórias com referência como adquirirmos o gosto pela leitura. Vocês verão que são histórias emocionantes e que todos nós passamos por provações antes de nos tornarmos verdadeiros leitores. O ambiente virtual está sendo um grande desafio para nós educadores, pois não temos muita prática nesses tipos de ambientes.

Fazemos um convite a todos para que visitem o Blog constantemente, pois temos grandes desafios para vocês: o de tornar mais e mais leitores críticos e conscientes e acompanhar nosso processo de evolução na criação do Blog.

Um beijo para vocês.

Roseli, Rosiani e Salete

sábado, 15 de junho de 2013

Sequência Didática com o Texto Meu Primeiro Beijo - Antonio Barreto


Esta sequência didática foi desenvolvida no encontro presencial do curso Melhor Gestão/Melhor Ensino, onde tivemos a oportunidade de elaborar uma SD com base no texto Meu Primeiro Beijo de Antonio Barreto. Esta sequência é produto da junção de duas situações com o mesmo texto. As participantes da atividade foram: Rosiani e Salete.
No módulo 3, no curso on line, modificamos a atividade inserindo outros aspectos que não havíamos abordado no 1º momento.
Vejam os slides com as atividades propostas:
Texto: Meu Primeiro Beijo – Antonio Barreto
•Público alvo: 8º e 9º anos
•Tempo estimado: 10 aulas aproximadamente
•Objetivos:
Vivenciar a interdisciplinaridade;
Aprender a utilizar diversas fontes de pesquisas;
Levar o aluno à percepção de outras linguagens como elemento constitutivo do sentido do texto.
•Estratégias:
 Mostrar imagens e vídeos para a construção do conhecimento dos alunos;
1ª Etapa – Levantamento de conhecimentos prévios
•O professor deverá fazer uma roda de conversa de modo que os alunos reflitam oralmente:
1 – Quem já beijou?
2 – Você se lembra como foi seu primeiro beijo?
3 – Antes do primeiro beijo, qual era sua expectativa sobre ele?
4 – Essa experiência correspondeu à sua expectativa?
2ª Etapa – Características do gênero
Veja o verbete de dicionário do Mini Aurélio:
•Conto – sm. 1. Narração falada ou escrita. 2.Engodo, embuste. (FERREIRA, 2001, P.181)
Agora preencha o quadro abaixo:
Título do Texto
Autor
Fonte de Informação
Foco Narrativo
Personagens
Espaço
Tempo
Enredo
Clímax
Linguagem
3ª Etapa – Leitura do texto
•Faça uma leitura atenta e silenciosa do texto: Meu Primeiro Beijo de Antonio Barreto;
•Leitura expressiva realizada pelo educador;
Meu Primeiro Beijo – Antonio Barreto
           É difícil acreditar, mas meu primeiro beijo foi num ônibus, na volta da escola. E sabem com quem? Com o Cultura Inútil! Pode? Até que foi legal. Nem eu nem ele sabíamos exatamente o que era "o beijo". Só de filme. Estávamos virgens nesse assunto, e morrendo de medo. Mas aprendemos. E foi assim...
           Não sei se numa aula de Biologia ou de Química, o Culta tinha me mandado um dos seus milhares de bilhetinhos:
          "Você é a glicose do meu metabolismo.
           Te amo muito!
            Paracelso“
           E assinou com uma letrinha miúda: Paracelso. Paracelso era outro apelido dele. Assinou com letrinha tão minúscula que quase tive dó, tive pena, instinto maternal, coisas de mulher... E também não sei por que: resolvi dar uma chance pra ele, mesmo sem saber que tipo de lance ia rolar.
            No dia seguinte, depois do inglês, pediu pra me acompanhar até em casa. No ônibus, veio com o seguinte papo:
            - Um beijo pode deixar a gente exausto, sabia? - Fiz cara de desentendida.
            Mas ele continuou:
            - Dependendo do beijo, a gente põe em ação 29 músculos, consome cerca de 12 calorias e acelera o coração de 70 para 150 batidas por minuto.Aí ele tomou coragem e pegou na minha mão. Mas continuou salivando seus perdigotos:
            - A gente também gasta, na saliva, nada menos que 9 mg de água; 0,7 mg de albumina;0,18 g de substâncias orgânica; 0,711 mg de matérias graxas; 0,45 mg de sais e pelo menos 250 bactérias...
            Aí o bactéria falante aproximou o rosto do meu e, tremendo, tirou seus óculos, tirou os meus, e ficamos nos olhando, de pertinho. O bastante para que eu descobrisse que, sem os óculos, seus olhos eram bonitos e expressivos, azuis e brilhantes. E achei gostoso aquele calorzinho que envolvia o corpo da gente. Ele beijou a pontinha do meu nariz, fechei os olhos e senti sua respiração ofegante. Seus lábios tocaram os meus. Primeiro de leve, depois com mais força, e então nos abraçamos de bocas coladas, por alguns segundos.
             E de repente o ônibus já havia chegado no ponto final e já tínhamos transposto , juntos, o abismo do primeiro beijo.Desci, cheguei em casa, nos beijamos de novo no portão do prédio, e aí ficamos apaixonados por várias semanas. Até que o mundo rolou, as luas vieram e voltaram, o tempo se esqueceu do tempo, as contas de telefone aumentaram, depois diminuíram...e foi ficando nisso. Normal. Que nem meu primeiro beijo. Mas foi inesquecível!
BARRETO, Antonio. Meu primeiro beijo. Balada do primeiro amor. São Paulo:
FTD, 1977. p. 134-6.
4ª Etapa – Leitura de imagens
•Telas com beijos inocentes seguidas de comentários e significados:
O beijo
Um beijo (do latim basium) é o toque dos lábios com qualquer coisa, normalmente uma pessoa. Na cultura ocidental é considerado um gesto de afeição. Entre amigos, é utilizado como cumprimento ou despedida. O beijo nos lábios de outra pessoa é um símbolo de afeição romântica.
Bejinho

Beijo Antes de Cristo
Os mais antigos relatos sobre o beijo remontam a 2500 a.C., nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia. Diz-se que na Suméria, antiga Mesopotâmia, as pessoas costumavam enviar beijos aos deuses. Na Antiguidade também era comum, para gregos e romanos, o beijo entre guerreiros no retorno dos combates.
Era uma espécie de prova de reconhecimento. Aliás, os gregos adoravam beijar. Mas foram os romanos que difundiram a prática. Os imperadores permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, e os menos importantes as mãos. Os súditos podiam beijar apenas os pés. Eles tinham três tipos de beijos: o basium, entre conhecidos; o osculum, entre amigos; e o suavium, ou beijo dos amantes.
Beijos, beijos...
Na Escócia, era costume o padre beijar os lábios da noiva ao final da cerimônia. AcreditavNa Escócia, era costume o padre beijar os lábios da noiva ao final da cerimônia. Acreditava-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção. Já na festa, a noiva deveria beijar todos os homens na boca, em troca de dinheiro. Na Rússia, uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era o beijo do czar.
No século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher. Na Itália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público, era obrigado a casar imediatamente. No latim, beijo significa toque dos lábios. Na cultura ocidental, ele é considerado gesto de afeição. Entre amigos, é utilizado como cumprimento ou despedida; entre amantes e apaixonados, como prova da paixão.
Beijos para os pedidos
Mas é também um sinal de reverência, ao se beijar, por exemplo, o anel do Papa ou de membros da alta hierarquia da Igreja. No Brasil, D. João VI introduziu a cerimônia do beija-mão: em determinados dias o acesso ao Paço Imperial era liberado a todos que desejassem apresentar alguma reivindicação ao monarca. Em sinal de respeito, tanto os nobres, como as pessoas mais simples, até mesmo os escravos, beijavam-lhe a mão direita antes de fazer seu pedido. Esse hábito foi mantido por D. Pedro I e por D. Pedro II.
5ª Etapa - Vocabulário
•Grife as palavras do texto que dificultaram sua compreensão;
•Pesquise no dicionário o significado dessas palavras,indicando qual deles melhor se adéqua ao texto.
•Pesquise junto aos seus professores de Matemática e Ciências as informações contidas nos parágrafos 10 e 11.
6ª Etapa - Música
•Música: Beijo (Novela Carrossel)

video

Após ouvir a música retratando o tema Beijo, cite outras músicas em que abordam o mesmo tema.
7ª Etapa - Tempo
•Analise o último parágrafo do texto e reflita sobre a passagem do tempo no texto e na sua vida. Faça um comentário por escrito de sua análise.
8ª Etapa – Leitura dramatizada
•Veja as várias imagens de beijos;
•Agora, forme duplas e faça uma leitura dramatizada, apresentando para a sala.
Beijo inocente
My Girl
Meu primeiro beijo
Meu primeiro beijo

9ª Etapa - Escrita
•Agora, você e seu colega irão se unir a outras duas duplas, formando um grupo com seis componentes.
•Reescreva o texto, de acordo com a indicação do professor, pensando numa das seguintes situações:
a)Uma namorada contando para a amiga como foi seu primeiro beijo;
b) Um garoto contanto para um amigo como foi seu primeiro beijo;
c) Um humorista contando sobre o primeiro beijo num programa de TV;
d) Um rapper falando sobre o primeiro beijo.
10ª Etapa - Filme
•Assista o trailer do filme: Meu Primeiro Amor e faça comentários sobre o que você espera ver na história do filme.

video

11ª Etapa
Estudo da Língua
1 – No período: “É difícil acreditar, mas meu primeiro beijo, foi num ônibus...A palavra grifada indica:
( ) explicação
( ) tempo
( ) adversidade
( ) lugar
( ) conclusão
2 – Reescreva o período substituindo o conector mas por outro de igual valor, sem alteração de sentido:
3 – Releia: “(...) tínhamos transposto, juntos, o abismo do primeiro beijo.” A expressão em negrito contém uma figura de linguagem.
a) Que figura é essa?
b) A que se refere essa figura?
12ª Etapa
•Reescrita do texto e entrega ao professor para fins de avaliação;

Grupo 7
•Rosiani – Reverendo Urbano
•Salete – Caetano Miele

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu e Rosiani esperamos que a junção da nossa SD (pois trabalhamos o mesmo texto em encontros diferentes), possa enriquecer ainda mais nosso currículo e que também possamos ajudar nossos queridos amigos professores a entender o nosso propósito. Qualquer dúvida estamos aqui... Bejosssssss

    ResponderExcluir
  3. Adoro a sequência. Muito bem elaborada...
    Onde encontro, em seu blog, outras propostas para aulas de redação no Ens. Fundamental II?

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário...